5 erros no controle de estoque automatizado, que podem ser evitados

O controle de estoque automatizado é fundamental para o funcionamento as empresas, independente do porte. Controlar entradas e saídas é apenas um dos serviços para ter um controle de estoque eficaz.
Entretanto, quando o controle de estoque automatizado é feito de forma equivocada, erros podem ser cometidos. Com isso, a empresa pode ter gastos desnecessários, o que compromete o desempenho da empresa.

 5 erros que podem ser evitados no controle de estoque automatizado

Erro 1- Não realizar inventário periodicamente

O inventário de estoque é um documento que apontam a quantidade total de produtos disponíveis no estoque da empresa, incluindo a entrada e saída. O valor capital de todos os produtos armazenados deve estar presente no inventário.

 

Leia também: Coletores de dados para controle automatizado de estoque: benefícios para qualquer empresa

Sem a realização de um inventário de forma periódica, pode determinar o fracasso de qualquer empresa, pois o gestor não tem uma visão clara sobre seu negócio. Sem o inventário de estoque, a empresa não consegue saber a quantidade de produtos disponíveis para venda e quanto tem de capital investido também.
A falta de controle de estoque automatizado traz uma visão distorcida da quantidade real de produtos. Com isso, impacta diretamente o setor de compras, pois ele não terá dados suficientes para a compras de matéria-prima, ou comprará itens não necessários.

Erro 2 – Não utilizar ferramentas tecnológicas

Para reduzir os erros, é fundamental o uso das ferramentas corretas tecnológicas. O controle de estoque de maneira informatizada agiliza os processos e reduz a chance de erros consideravelmente.
Hoje em dia, há softwares que integram controle de estoque, controle financeiro, fluxo de caixa, entre outras questões importantes para contribuir para uma gestão eficiente.
Os sistemas automatizados para controle de estoque permitem que as empresas realizem os pedidos ao fornecedor simultaneamente às ordens de compra, baixa de produtos, gestão de estoque, entre outros controles.
Com o controle de estoque automatizado, reduz as chances de erros no armazenamento, perda de dados e gastos no processo.

A automatização do controle de estoque facilita a realização do inventário. Por consequência, há economia de tempo e custo. Mas é fundamental, que as ferramentas tecnológicas sejam atualizadas, para não prejudicar a gestão e o controle.

Erro 3 – Não monitorar o espaço do armazenamento físico

É muito importante monitorar constantemente o armazenamento físico do estoque. Além de criar uma metodologia para localizar os produtos, é fundamental manter um rigoroso controle do tráfego das pessoas nesse local.
O controle de tráfego por ser feito com câmeras de segurança, acesso automatizado, entre outros. É importante esse monitoramento para evitar furtos e outros problemas no estoque.
Além disso, é importante criar uma metodologia de localização dos produtos, seja por ordem alfabética, ou numérica. Também é fundamental, organizar o controle de produtos por data de vencimento.
Também é fundamental cuidar da exposição dos produtos em ambiente com alta umidade e temperatura. Isso pode causar perdas de produtos.

Essas situações evitam que sejam desperdiçados custos na aquisição de mercadorias.
Além disso, é fundamental contar com espaços diferenciados para os produtos utilizados como matéria-prima e outros para vendas.

Erro 4 – Não integrar setores

Um dos erros mais comuns no controle de estoque é a não integração entre os setores de vendas, compras e estoque. A falta de comunicação entre essas áreas prejudica a gestão de estoque, uma vez que as vendas devem considerar o que está sendo produzido e comprado.

 

Leia também: Quais os melhores equipamentos para controle de estoque

Quando a empresa não tem uma visão ampla sobre a demanda por determinado produto, volume de vendas, prejudica todo planejamento da empresa.
A falta de integração entre os setores de logística, compras e vendas dificulta o reabastecimento do estoque, vendas acima da capacidade de entrega, entre outros problemas.
A partir de uma integração entre os setores, as empresas podem controlar a sazonalidade dos períodos, prever com eficiência as demandas e realizar a gestão de compras de forma mais assertiva.

Erro 5 – Não identificar nem especificar os produtos

É fundamental para o controle de estoque, ter um padrão para identificar os produtos. Caso contrário, corre-se o risco de armazenar o mesmo item com nome e códigos diferentes no sistema. Com isso, o setor de compra vai ter dificuldade em identificar o que falta realmente no estoque, e pode deixar de comprar um item necessário ou adquirir outro em excesso.

Além disso, é fundamental para a organização e controle do estoque, especificar cada produto conforme suas características: tipo, relevância, cores, quantidades, tamanho e outras informações complementares.
Contar com todas essas especificações, é essencial para a manutenção de um estoque organizado, pois permite a identificação fácil dos produtos, ofertas aos clientes e atualização das quantidades de produtos.

Manter o controle de estoque automatizado garante maior credibilidade ao público. Por isso, é fundamental que as empresas se adaptem e não cometam os erros acima.

Entre em contato conosco para conhecer mais sobre nossas soluções

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *